Google+ ABS Gospel: Por que não fazer fofocas? (Tg. 3:2, 5-6)

Ícones Sociais

rss feed facebook twitter google plus email

28 de nov de 2009

Por que não fazer fofocas? (Tg. 3:2, 5-6)

Na hora, a fofoca pode parecer inofensiva – umas poucas palavras sobre um amigo (a), informações que ninguém mais conhecia. Você sentiu-se importante. Todo o mundo prestou atenção em você e todos pareciam impressionados.

E então se passam alguns dias. Seu amigo fica sabendo que você espalhou os segredos dele. Você fofocou. Ele está furioso e muito magoado. Você está envergonhado e, por isso, tenta cobrir as suas pegadas com mentiras. Mas é tarde demais. Ele já sabe. Que confusão!

Tiago diz que a sua língua fica fora de controle e causa o mal (Tg. 3:8). Em outras palavras, a sua boca pode colocar você em grandes dificuldades.

As palavras são poderosas como veneno mortal. Elas podem arruinar o dia de alguém ou mesmo a vida de alguém. Elas também têm o poder de salvar uma vida, ferir ou curar (Tg. 3:11-12).

No capítulo 3 de Tiago você verá que o limpo e o sujo não podem sair da mesma pessoa. A língua é um precioso presente de Deus a ser usado para o bem.

Além do mais, quem quer ser conhecido como o maior fofoqueiro da cidade?

Tome cuidado com as suas palavras. Use-as bem. Diga verdade ao invés de mentiras. Fale coisas boas ao invés de coisas ruins.


Olhe e comprove: Provérbios. 11:13; 16:28; 20:19 / Efésios. 5:4