Google+ ABS Gospel: Fortaleza de Amor

Ícones Sociais

rss feed facebook twitter google plus email

7 de nov de 2009

Fortaleza de Amor

Tabita não era convertida. Simplesmente vivia sua vida pagã sem dedicar sequer um pouquinho de seu tempo à igreja. Mas tinha um viver diferente das demais pessoas.

Pela manhã, quando saía para providenciar o desjejum, sempre encontrava algum necessitado pelo caminho dando-lhe oportunidade para manifestar seu primeiro gesto de amor do dia. Dava-lhe um pedaço de seu pão e aconselhava o necessitado a procurar um modo de vida mais produtivo.

Durante o dia, Tabita era confrontada freqüentemente com as oportunidades de ajudar os vizinhos. Costurava roupas para as mulheres, providenciava alimento para os trabalhadores e até curativo nas feridas dos doentes ela fazia. O orgulho de Tabita era servir ao próximo. E o melhor de tudo é que ela fazia tudo espontaneamente, sem o invólucro inconveniente da religiosidade. Servia
por amor ao semelhante.

Um dia Tabita foi acometida de uma doença repentina, um enfarto fulminante que ceifou sua vida. Os vizinhos ficaram inconsolados. E agora, quem ia lhes dispensar aquele amor? Perguntavam uns aos outros. O desconforto foi tão grande que criaram uma comissão para procurar um profeta. Talvez o profeta pudesse ressuscitar Tabita.

Quando chegaram à presença do profeta, foram logo justificando: - Nossa maior protetora morreu subitamente, a doença conseguiu ultrapassar as muralhas de sua fortaleza. Precisamos de ajuda.

O profeta decidiu ir ao socorro daquele povo contrito, mas não conseguiu entender essa estória de fortaleza. Então perguntou a uma criança que acompanhava o grupo: - Que estória é essa de fortaleza? Ao que o menino respondeu, explicando: - É que dona Tabita dava tanto amor ao povo, que acreditávamos haver uma fortaleza ao seu redor, uma fortaleza de amor.

De fato, o profeta chegou na casa de Tabita, orou e trouxe de volta seu fôlego de vida, dando margem ao povo de acreditarem que prevaleceu em Tabita a fortaleza que ela criara ao seu redor.

A bem da verdade foi essa fortaleza que moveu o povo a buscar ajuda no profeta para uma missão tida como impossível.

Se esta estória parece estranha para você, se você acha impossível que um profeta possa orar e trazer de volta a vida de um defunto, ou se você simplesmente não acreditou que exista alguém capaz de erguer uma fortaleza de amor em seu redor, leia a bíblia, em Atos capítulo 9 versículos 36 a 41.